sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Esse Lula é um fanfarrão

Lula: biocombustível vai diminuir consumo de bebida



Fonte: Terra
Contribuição: Kaka

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Reciclagem de Papelão no Rio

Sem equipamentos, médicos usam papelão para imobilizar pacientes com fraturas
Depois da denúncia do uso de furadeiras em neurocirurgias , agora na falta de colares cervicais e talas, médicos utilizam papelão e ataduras para imobilizar pacientes com fraturas e lesões na coluna. Doentes com traumatismo craniano também são internados em cadeiras e até mesmo em macas para cadáveres em hospitais do Rio e de Nova Iguaçu. A exemplo do que já foi feito pelo Ministério Público, a Defensoria Pública da União também entrou com ação na Justiça pedindo o reaparelhamento de unidades municipais e federais do Rio.

Fonte: O Glogo

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Apadrinhado legal



Tribunal repete mais uma vez a política dos cargos comissionados

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais publicou ontem, 18/10/2007, a portaria de nº 2.109/2007, que traz em seu primeiro artigo: “O quadro de pessoal dos Gabinetes dos Desembargadores deverá ser composto, exclusivamente, por servidores detentores dos cargos comissionados previstos no Anexo II da Resolução nº 533, de 16 de março de 2007”. Ainda acrescenta no Artigo 2º: “Os Desembargadores têm o prazo de cinco dias, a partir da data de vigência desta Portaria, para comunicar, à Diretoria Executiva de Desenvolvimento de Pessoas, os nomes dos servidores lotados nos respectivos gabinetes que não são detentores dos cargos previstos no art. 1º desta Portaria”.

É isso mesmo. A nomeação para cargos no Gabinete dos Desembargadores poderá somente ser feita pela indicação dos magistrados.

Fonte: Sinjus

"O Senado é um loteamento familiar"

O Senado abriga em sua burocracia verdadeiros clãs encabeçados por funcionários que entraram na Casa por meio do "trem da alegria" que existia até 1988.

Há casos de famílias inteiras acomodadas no Senado, como a da secretária-geral da Mesa, Claudia Lyra, que tem duas filhas, duas irmãs e o cunhado empregados ali. As filhas de Claudia trabalham meio período com salários de cerca de R$ 4.000 brutos.

O nome Sarney está ligado à maioria dos clãs, sua filha, a hoje senadora Roseana (PMDB-MA), também é funcionária da Casa -foi indicada em 1982, está licenciada desde 1990 e, ao se aposentar, terá direito a R$ 5.000 mensais. Na lista de apadrinhamento estão ainda o ex-secretário-geral do Senado e hoje ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Raimundo Carreiro, o diretor de recursos humanos, João Carlos Zoghbi, e o diretor-geral do Senado, Agaciel Maia. A mulher de Agaciel, Sanzia Maia, é coordenadora de estágios.

Segundo a assessoria do Senado, os cargos comissionados na área técnica são 120 -54 na Presidência e Secretaria Geral da Mesa, 14 nas comissões temáticas, um no serviço médico, um nas relações públicas, seis no órgão central, 43 no órgão de assessoramento superior e um na coordenação de projeto.

Fonte: Folha

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Viva o Judiciário

Judiciário vai gastar R$ 1,2 bi para construir três tribunais

Alguns Números...
Os 27 desembargadores do TRF-1 terão gabinetes mais amplos: 350 m2.
Assim como ocorreu no projeto do STJ, o tribunal federal também prevê que haverá 51 membros no final das obras, daqui a cinco anos. O gabinete do presidente, com assessorias, terá área de 650 m2.
A nova sede do Tribunal Superior Eleitoral, com 7 ministros e 792 funcionários, permitirá uma área individual de 146,12 m2 por servidor, de acordo com a Procuradoria
Fonte: Folha

domingo, 21 de outubro de 2007

Justiça?

Do ponto de vista ético, moral, filosófico, religioso e até histórico, a chamada "Lei Maria da Penha" é um monstrengo tinhoso

Para não se ver envolvido nas armadilhas dessa lei, o homem terá de se manter tolo, mole, no sentido de se ver na contingência de ter de ceder às pressões.

Juiz Edilson Rumbelsperger Rodrigues - Sete Lagoas - MG

Sancionada em agosto de 2006, a Lei Maria da Penha (nº 11.340) aumentou o rigor nas penas para agressões contra a mulher no lar, além de fornecer instrumentos para ajudar a coibir esse tipo de violência.
Seu nome é uma homenagem à biofarmacêutica Maria da Penha Maia, agredida seguidamente pelo marido. Após duas tentativas de assassinato em 1983, ela ficou paraplégica.

Fonte: Folha

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Vaca Louca


MG: vaca foge do dono e cai sobre telhado de oficina


Segundo a Polícia Militar, que foi chamada, mas não registrou a ocorrência porque o proprietário do animal assumiu os danos, o barraco onde funciona a oficina fica abaixo do nível da rua. De acordo com o sargento Carlos Alberto, do 16º Batalhão da PM, "vaca possivelmente imaginou que as telhas eram uma continuação da calçada".

Segundo a Polícia Militar, que foi chamada, mas não registrou a ocorrência porque o proprietário do animal assumiu os danos, o barraco onde funciona a oficina fica abaixo do nível da rua. De acordo com o sargento Carlos Alberto, do 16º Batalhão da PM, "vaca possivelmente imaginou que as telhas eram uma continuação da calçada".

Fonte: Terra

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

De Hippie


Wellington Salgado (PMDB-MG) chegou ao Senado sem amealhar um mísero voto. Veio a Brasília cavalgando a suplência de Hélio Costa. Não produziu no Legislativo nada digno de nota. Não fosse pela cabeleira hippie retrô, Salgado seria um senador invisível.

O senador Coisa Nenhuma e a família dele têm uma dívida
salgada com o INSS e o fisco, eis a novidade. Primeiro, imaginou-se que a coisa alçaria à casa dos R$ 7,74 milhões. Verificou-se depois que chegava a R$ 12 milhões. Descobre-se agora que é maior, muito maior, gigantesca: R$ 75,13 milhões.

Fonte: Josias

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Aecinho dá as costas ao concurso público

Aécio e o novo choque de gestão

Os deputados estaduais seguiram a orientação do Executivo e aprovaram nessa terça-feira, sem emendas de plenário, o projeto de lei complementar que efetiva, sem concurso público, cerca de 98 mil designados do estado.

Ao justificar a matéria, o governo alega que estaria fazendo justiça a quem dedicou anos de vida ao serviço público.

Pode ter certeza, se abrissem 98 mil vagas existiriam no mínimo o triplo de candidatos para o concurso.

Fonte: Uai

Câmara de BH é uma piada

A Câmara Municipal de Belo Horizonte nunca custou tanto ao contribuinte. No ano que vem, os 41 vereadores e a estrutura montada para assessorá-los vão consumir nada menos que R$ 113 milhões. A previsão está na proposta de lei orçamentária enviada pela prefeitura ao Legislativo. O valor supera o que o município vai gastar com cultura, Guarda Municipal, recuperação de córregos e rios, construção de escolas, além de obras viárias, como a duplicação da Avenida Antônio Carlos. Parte do dinheiro vai bancar uma das mais recentes prioridades da mesa diretora: a construção de um prédio com 220 vagas de estacionamento e auditório para 250 pessoas.

Fonte: Uai

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Vai ser burro assim lá longe

Foi visitar bandido amigo, se deu mal

Mais dois homens acusados de integrar uma quadrilha de comercialização de drogas sintéticas para festas rave nas zonas Oeste e Sul foram presos nesta terça-feira por policiais da 16 DP, na Barra da Tijuac. Um deles é o distribuidor Tiago Costa Vieira, 19 anos, morador de Jacarepaguá. O outro foi identificado como Felipe, e sofreu voz de prisão ao visitar nesta terça o amigo Carlão, preso nesta segunda. A polícia vai cumprir mandado de busca e apreensão na casa de Felipe. Felipe era outro vendedor e modelo e figurante da TV Globo.

Fonte: O Dia

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Esculhambação geral

“és tu, ‘brasil’,/ ó pátria amada!”
Lembram-se do carimbo “Congreço”? Pois é. E um “brasil” assim, com letra inicial minúscula, no Hino Nacional (6ª estrofe), justamente na página oficial que lhe faz a homenagem? Até o mecanismo de correção do word alerta para o erro. Besteira? Irrelevância? Em outra página, talvez. Nesta, oficial, dedicada ao Hino, é evidência de esculhambação.

"Uma me pariu e a outra dorme comigo"

"Figura controversa no Congresso Nacional, o senador Gilvam Borges (PMDB-AP) transformou seu gabinete em um ambiente familiar. Literalmente. Integrante da tropa de elite do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Gilvam nomeou em novembro de 2005 nada menos do que oito parentes do seu chefe de gabinete, o policial legislativo Fernando Aurélio de Azevedo Aquino. O nepotismo marcou Gilvam em sua primeira passagem pelo Senado. Ao explicar a nomeação de sua mãe e mulher, saiu como uma frase que habita o anedotário político: "Uma me pariu e a outra dorme comigo".


A família Aquino, à exceção do próprio, ganhou emprego no Senado sem precisar fazer concurso e ocupando cargos de confiança. Estão lotados no gabinete ao lado do policial sua esposa, Leila Caixeta Aquino, e seus irmãos Francisco Hélio Aquino e Miriam de Azevedo Aquino. A lista é completada pelos cunhados Levy Carlos Caixeta de Sá, Rodrigo Caixeta e Ana Lúcia Aquino. Outros dois familiares - Tersandro Benvindo de Aquino e João Benvindo - não tiveram os graus de parentesco revelados".

Fonte: Noblat

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Isso que é gostar de greve

Bancários desistem de greve, mas CEF pára nesta quarta-feira

Fonte: Folha

Eitcha.


“Um único carimbo fabricado com pouco zelo em relação à língua portuguesa fez com que milhares de documentos oficiais da Câmara e do Senado trouxessem um "Congreço Nacional" estampado nos cantos inferiores de suas páginas.O tropeço vocabular está grafado em documentos como medidas provisórias enviadas pelo Executivo. O carimbo, fabricado em meados de agosto, está em documentos com datas até até cerca de três semanas atrás, quando finalmente alguém descobriu o erro.Segundo a Secretaria Geral do Senado, um funcionário da Secretaria de Coordenação do Congresso -que não teve o nome divulgado- encomendou por conta própria o carimbo, já que o que usava estaria desgastado. Ainda segundo a secretaria, funcionários do Senado passaram desde então a anular manualmente o "Congreço" e a carimbar "Congresso Nacional" ao lado.

O Bom é sujo

Senado aprova nome de Pagot para comandar o Dnit

Foi aprovado por 42 votos contra 24 e duas abstenções a nomeação de Luiz Antonio Pagot para Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) - orçamento de R$ 10 bilhões para este ano.


Pagot tem a cara do DNIT (antro de superfaturamento), Pagot é aquele que ganhou sem trabalhar quase R$ 500 mil como servidor do Senado entre 1998 e 2002. Na época, era Superintendente em Itacoatiara, no Amazonas, da Hermasa Navegação, empresa do atual governador Blairo Maggi, do Mato Grosso.

Brasília e Itacoatiara estão separadas por 3.200 quilômetros de estrada.

Pagot cometeu crime de falsidade ideológica ao omitir do curriculum que mandou para o Senado sua ex-condição de servidor do Senado. Omitiu a informação para que ninguém soubesse que ele fora ao mesmo tempo servidor do Senado e Superintendente da Hermasa.

Fonte: Noblat

segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Aluno Importado

"Lula vai ter que importar aluno" se quiser criar 10 universidades, diz ex-ministro


O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), ex-ministro da Educação, acha que a deficiência da educação de base não permitiria a abertura de 10 novas universidades federais, como defendeu o presidente Lula. "Ele deve estar pensando em fazer mais universidades para alunos do Paraguai, da Venezuela, onde a educação está avançando melhor do que o Brasil", diz. Ele ainda acusa a proposta de eleitoreira.


A arte imita a vida ou é a vida que imita a arte?

Senadores se irritam com Bebel no Senado

Segundo informações do jornal O Globo, as cenas do último capítulo da novela 'Paraíso Tropical', da TV Globo, causaram polêmica no Senado Federal, ao mostrar Bebel, personagem da atriz Camila Pitanga, num depoimento a uma fictícia CPI dos Biocombustíveis.

De acordo com a publicação, o senador Wellington Salgado (PMDB-MG), aliado de Renan, ficou irritado com a relação entre a cena e o momento político do Senado.

Fonte: Uol

Sabrina Sato para vereadora!

Sabrina Sato planeja se candidatar a vereadora em SP

Apresentadora recebeu convite do PPS e garante que está avaliando seriamente a proposta

“Recebi o convite do PPS (Partido Popular Socialista) e vou estudar a proposta. Pode parecer viagem, mas acho que posso ajudar a população”, conta Sabrina, que já tem até planos para o caso de ser eleita. “Meu foco seriam as crianças, que precisam de escola e amor. Elas são a nossa esperança”, afirma.

Fonte: O Dia

Esses Calheiros

Terras improdutivas vão para os Calheiros

"Duas fazendas classificadas como improdutivas pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), em processos para a inclusão na reforma agrária, foram parar nas mãos da família Calheiros, em Murici (AL), segundo documentos obtidos pela Folha.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chegou a decretar a desapropriação de uma delas, após recomendação do então ministro Raul Jungmann (Política Fundiária) -que, ao saber, pela Folha, do ocorrido, disse que o caso era "raríssimo e muito estranho".

A segunda representação que Renan Calheiros (PMDB-AL) enfrenta no Conselho de Ética do Senado inclui denúncias de que ele e seu irmão, o deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL), teriam promovido grilagem de terras em Murici, terra natal da família. A representação trata também da suspeita de que Renan tenha atuado para beneficiar a fabricante de bebidas Schincariol.

Grande parte das propriedades dos Calheiros pertencia à extinta usina Bititinga, entre as quais a fazenda Bananeira, em nome de Olavo, mas explorada por Renan, segundo seu imposto de renda."

Fonte: Noblat